Entrevista com a Fotógrafa  Anne Ulson sobre Lifestyle

Após meu ensaio fotográfico com a querida Anne Ulson, eu tive a idéia de esclarecer sobre as fotos Lifestyle, que foi o estilo que eu tirei.

Então, vamos lá:

Tati: Anne, como você iniciou sua carreira? E como você descobriu esse seu Dom?

Anne: Bom, meus pais sempre foram apreciadores de arte e livros. Passei minha infância admirando fotografias dos livros da biblioteca do meu pai, que também é um excelente fotógrafo. Aos 17 anos tive o privilégio de morar em Chicago na residência de uma renomada artista norte-americana, chamada Ginny Sykes, foi lá onde abri meus horizontes e conheci trabalhos de outros fotógrafos de perto. Passei então a fotografar por hobbie. No início de 2009 decidi me especializar, fui estudar fotografia, seis meses depois, fiz meus primeiros trabalhos fotográficos profissionais.

Tati: O que é esse lifestyle no mundo da fotografia? E quais situações é mais indicado?

Anne: Lifestyle é um estilo de fotografar que retrata de forma intimista, o cotidiano de quem é fotografado. Casal deitado na cama com preguiça, criança feliz tomando banho de mangueira no jardim, um abraço gostoso no sofá, brincadeiras com os pets… Imagine uma manhã de domingo em família, esse é o espirito! Indicado para casais que buscam fotografias espontâneas, naturais, repletas de bons sentimentos e muito amor.

Tati: Quais ambientes você acha mais apropriados para ensaio gestante e de família?

Anne: Sem dúvida nenhuma o ambiente deve ser algo bem familiar, que faça parte da rotina e da história da família, local onde todos se sintam à vontade, que traga bons sentimentos, boas lembranças, afinal esse ambiente também será eternizado nas fotografias. Já fiz trabalhos em hotéis durante as férias da família, também em praças e ao ar-livre, com resultados muito especiais. Afinal, nada melhor para extrair alegria nas imagens, que um local que propicia FELICIDADE.

Tati: Quais as dicas de roupa para fazer um ensaio fotográfico (seja gestante ou de família)?

Anne: Sou um pessoa que ama o básico, o natural. Isso faz parte da minha personalidade, da minha essência… Minhas clientes são atraídas pelo meu estilo fotográfico clean. Muitos casos, minhas clientes já sabem o que querem… Mesmo assim acabo sugerindo para a família roupas leves, confortáveis, em tons claros e pastéis. Sem logo marca em evidência, nem acessórios pesados como colares e relógios chamativos. O foco está nas pessoas e no sentimento, não nos objetos.
Para as gestantes, recomendo tops que mostram a barriga, shorts ou pantalonas. Amo fotografar mulheres com renda, lingerie e camisolas românticas. Para homens, bermudas caquis e camisetas branca. Pés descalços são essenciais para uma foto natural.

Tati: O ensaio gestante deve ser feito em qual época da gestação? E Por quê?

Anne: Eu recomendo fazer as fotografias entre 30 a 32 semanas, momento em que a barriga começa a ficar bem redondinha e a gestante não está tão cansada. Mas, nada impede de fotografarmos mais para frente. Isso varia de gestante para gestante. O importante é se sentir feliz e iluminada, afinal uma vida cresce dentro de você e não tem nada mais especial que isso.

Tati: Tem alguma dica de foto para as gestantes e mamães que não podem contratar um profissional? Tem indicação de algum aplicativo de edição não profissional?

Anne: Dispense o uso de flash. Fotografe sempre durante o dia, sob a luz do começo da manhã ou final de tarde, se o sol estiver forte procure uma sombra suave. Em ambientes internos aproveite a luz natural que vem de janelas e varandas. Cuidado que o fundo pode poluir imagens em sua composição. Para quem fotografa com o smartphone, o Snapseed é um aplicativo com excelentes ferramentas de edição. Cuidado com muito contraste das edições de família, tudo tem que ser leve…

Todas as fotos utilizadas neste post são de propriedade de Anne Ulson Fotografia e protegidas nos termos da lei.

Anúncios

Relato de Sucesso: Taci – Maternidade Sonhada

O relato de hoje é da Taci da maternidade sonhada, que após anos de luta engravidou através de tratamento da pequena Mariana e apenas 07 meses depois do nascimento da Valentina e engravidou naturalmente.

Leia o relato da Taci

Sempre quis ser mae, desde pequena esta era uma certeza que eu tinha.

Me casei nova aos 23 aninhos e após 1 ano e algo de casados decidimos liberar as tentativas… Foi quando em 2001 descobri ser portadora de endometriose severa, atípica por não apresentar sintomas. Fui operada duas vezes, fiz uma inseminação artificial, 2 Fertilizações in Vitro (FIV), vários tratamentos hormonais, até descobrir um novo diagnóstico: falência ovariana precoce. Isso já há quase 5 anos de muita luta… Mudamos de equipe médica (jé era a terceira nesta caminhada) e enfim decidimos que havíamos chegado ao nosso limite e que tentaríamos a última FIV, isso lá no ano de 2006. Encarei aquela FIV com TUDO, muita garra e esperança, e engravidei da minha Mariana! Quando a mesma tinha apenas 7 meses engravidei naturalmente, contrariando TODOS os prognósticos médicos. Após MUITO sofrimento fui mãe duas vezes em dois anos consecutivos (2007 e 2008). Há dois anos escrevo o blog Maternidade Sonhada alcançando muitas mulheres que estão nesta caminhada nada fácil da espera do filho que não vem, algo que me realiza e me emociona muito! Estou escrevendo com muito carinho um livro relatando detalhes da minha história espero poder publicar em breve para alcançar um numero maior ainda de pessoas que conheçam aqueles capítulos da minha vida e que possam assim ajudá-las a não desistirem facilmente, porque como eu sempre digo: TUDO valerá a pena! Temos que acreditar! Deus é Deus e para Ele definitivamente NADA, absolutamente NADA, é impossível!

Taci Lira, mãe das minhas lindas meninas: Mariana e Valentina, os maiores presentes da minha vida, o meu sonho e o meu milagre!